Emissoras

Assim como a Record, SBT vê novelas infantis como fonte inesgotável de audiência e dinheiro

Na TV, muito se é questionado sobre porque certa emissora ocupa a primeira posição de forma absoluta, enquanto as demais, entra ano e sai ano, conseguem se revezar no máximo na briga pela segunda colocação. No entanto, a explicação para isso pode estar exatamente na decisão de arriscar ou não. Segundo informações do colunista Flávio Ricco, não está nos planos do SBT deixar de produzir novelas infantis.

Até aí tudo bem. No entanto, a emissora se mostra a favor de fazer apenas novelas infantis, o que é um problema. Segundo a publicação, o SBT entende que é impossível fazer frente à Globo no que se refere às novelas. Do outro lado, o SBT não gosta da ideia de produzir novela bíblicas, sendo assim, a solução é manter apenas novelas infantis no ar.

Veja também:

Executivos do canal entende que novelas infantis além de sempre renderem boa audiência, acabam sendo uma fonte inesgotável de audiência e dinheiro, já que além de lucrar com os capítulos, a trama ainda lucra com shows e licenciamentos. A Record enxerga às novelas bíblicas de forma idêntica, por isso ninguém quer abandonar esse nicho. No final das contas, a questão de inovar fica apenas para a Globo, que mesmo quando está no “fundo do poço” não consegue perder o trono para os demais canais, tendo tempo suficiente para se reerguer.

"Carinha de Anjo" é a nova novela infantil do SBT (Foto: Reprodução/SBT)

“Carinha de Anjo” é a nova novela infantil do SBT (Foto: Reprodução/SBT)

Você também pode gostar