Celebridades

Após ser vítima de ataques racistas, Preta Gil presta queixa em delegacia

A cantora recebeu diversos ataques racistas recentemente e, após desabafar nas redes sociais, Preta Gil decidiu prestar queixa nesta terça-feira, dia 26 de julho. Para isso, ela foi à Delegacia de Repressão a Crimes de Internet (DRCI), na Cidade da Polícia, Zona Norte do Rio de Janeiro.

Acompanhada do marido, Rodrigo Godoi, da advogada e do empresário, a cantora denunciou os ataques: “Vim aqui prestar a denúncia. E eles vão ser investigados. A delegada disse que hoje é possível achar essas pessoas. A maioria parece ser de jovens e adolescentes. E isso me deixa mais preocupada e triste porque a gente vê a violência instaurada hoje no mundo e como as redes sociais podem ser usadas de uma forma tão equivocada pelas pessoas”.

Veja também:

Preta Gil ainda relatou como os ataques aconteceram: “Havia xingamentos com hashtag. Eles disseram que agora eu teria que aturá-los. Acho que você tem que denunciar. Eu convivo com os ‘haters’, mas nunca houve algo tão grave e nunca foi organizado com um monte de uma vez só”. E aproveitou para incentivar outras pessoas: “Outras mulheres que sofreram isso são minhas amigas estiveram aqui e fomos fortes suficientes para estarmos aqui, denunciar e correr atrás dos nossos direitos. E vim principalmente para incentivar quem não tem visibilidade da mídia e sofre isso diariamente, não só virtualmente, mas verbalmente”.

Preta Gil denunciou os ataques (Foto: AGNews)

Preta Gil denunciou os ataques (Foto: AGNews)

Você também pode gostar