Band, Noticia, TV

Após reunião, briga entre irmãos continua na Band e emissora vive enorme crise

A enorme crise instaurada na Band parece não ter mais fim. Com uma dívida bilionária e erros administrativos, o canal da família Saad vive o momento mais difícil de sua história. Nesta quinta-feira (07), a emissora realizou mais uma de suas reuniões de conselho, em grande clima de tensão após vir à tona a briga entre os irmãos Saad pela administração de todo o Grupo Bandeirantes.

Desde 2015, o canal vem fechando no vermelho e atualmente possui uma dívida na casa dos R$ 1,2 bilhão. Somando-se a isso os erros administrativos e de programação numa gestão considerada nada profissional, Márcia de Barros Saad e Maria Leonor Saad decidiram tentar na Justiça a interdição de Johnny Saad da presidência do conglomerado. Porém, em decisão na última segunda (04) após vários recursos, o juiz responsável negou o pedido devido à proximidade do encontro.

A reunião de ontem era bastante aguardada pelos executivos da Band, numa rasa expectativa de melhora dessa situação, embora soubessem que as chances de amenizar a situação eram mínimas. Segundo informações divulgadas pelo site NaTelinha, acabou acontecendo a mesma coisa de sempre: muita discussão e nenhuma resolução dos problemas.

Veja também:

Diante de tudo que foi exposto e uma briga familiar que já dura anos, “não há clima para entrar em qualquer tipo de acordo”, disse um alto executivo da emissora. Com isso, entre bate-bocas, foram discutidas apenas ações políticas, sem sair do lugar. Não houve a execução de exigências do lado opositor da família, que queria a demissão de diretores com salários acima de R$ 100 mil e a saída imediata de André Aguera, vice-presidente executivo responsável pela grade de programação de 2018, um grande fracasso de audiência.

Logotipo da Band (Foto: Divulgação)

Você também pode gostar