Programas

Após receber críticas, Luciano Huck leva haitianos ao seu programa

No último dia 08 de junho, os haitianos que moram aqui no Brasil, mais precisamente em Curitiba, não gostaram nada de ver uma matéria sobre o Haiti, no programa “Caldeirão do Huck”, durante o intervalo do jogo da Seleção brasileira.

Logo depois, eles fizeram um vídeo criticando a exposição da imagem negativa do Haiti no Brasil. As imagens que o programa de Huck exibiu na TV, foi de um bairro chamado Cite Soleil, que fica na capital Port-au-Prince, o local é conhecido como pobre e violento.

“Logo depois que eu voltei do Haiti, eu escrevi um artigo para o jornal ‘O Globo’ para relatar a experiência que eu vivi por lá, que foi super impactante para mim. Em função disso, eu fui convidado pela turma do esporte para fazer uma participação especial no ‘Show do Intervalo’, no jogo do Brasil e do Haiti. Alguns dias depois, eu me deparei com um vídeo gravado por um grupo de haitianos e, assim, me fez refleti [sobre o assunto]”, contou o apresentador.

Veja também:

Luciano então decidiu levar o grupo de haitianos até o seu programa na tarde deste sábado (16), para eles próprios falarem de sua terra natal. “Eu percebo que o Haiti é um País rico, com uma população acolhedora, mas com uma administração pobre. Precisamos vender a hospitalidade do País e isso daqui [a reportagem do ‘Caldeirão’] é uma oportunidade”, disse um deles. “O País está sofrendo com a mídia internacional, que só vende a imagem ruim”, afirmou outro haitiano.

Após isso, Luciano falou que “independentemente da cor, da pele, da língua ou da religião, eu acho que estamos todos no mesmo barco, eu acho muito legítimo vocês defenderem a terra de vocês, uma imagem positiva do Haiti”, contou.

Apresentador dar espaço para haitianos em seu programa (Foto: Reprodução)

Apresentador dar espaço para haitianos em seu programa (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar