Celebridades

Após insultar deputada, Danilo Gentili é obrigado a apagar vídeo das redes sociais

O apresentador do “The Noite” Danilo Gentili se envolveu nesta semana em uma polêmica daquelas com a deputada Maria do Rosário (PT), na qual o mesmo chegou a gravar um vídeo ofensivo destinado à parlamentar em seu Facebook, a partir do momento em que ele recebeu uma carta de repúdio da mesma.

Diante disso, o humorista foi avisado através de uma notificação feita pelo desembargador Túlio de Oliveira Martins, do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS), que ele tem obrigatoriamente que apagar o vídeo de suas redes sociais.

Segundo a autoridade, a gravação realizada por Gentili é considerada “de natureza misógina, representando agressão despropositada a uma parlamentar e às instituições, materializando-se virtualmente em crime que, se for o caso, deverá ser apurado em instância própria”, tendo ainda ele que pagar uma multa diariamente.

Desta forma, em seu perfil oficial no Twitter, o comediante chegou a criticar a imprensa. “Se estiver do lado “incorreto” a imprensa condena na manchete sua piada como ofensa, seu protesto como crime e sua censura como justiça. Porém se estiver do lado “correto” você pode até explodir uma criança na Europa que imprensa te chama apenas de suspeito”, comentou.

Após ofensa, Danilo Gentili é condenado a pagar indenização

O apresentador do talk show do SBT, “The Noite”, Danilo Gentili foi processado e condenado a pagar uma multa diária no valor de R$ 1 mil ao jornalista, Gilberto Dimenstein. A critério do juiz Edward Albert Lancelot, da 35ª vara civil do TJ-SP (Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo).

Veja também:

Danilo será obrigado a indenizar o jornalista caso não retire de suas redes sociais, algumas publicações que o apresentador fez, sendo elas para Gilberto Dimenstein, ofensivas. Tudo isso aconteceu, após o apresentador do SBT ter chamado o jornalista de “repugnante” em sua conta no Facebook. Danilo reclamou da postagem que Gilberto fez em seu site, criticando a brincadeira que fez com sua assistente de palco, Juliana Oliveira, após ter chamado a moça de “chocolate”.

Em sua conta no Facebook, o jornalista publicou uma imagem com o seguinte comentário: “Justiça acaba de determinar que Danilo Gentili tire do ar as ofensas que lançou contra mim, sob pena de pagar R$ 1 mil por dia. Essa é apenas a primeira fase do meu processo por danos morais para que ele aprenda a distinguir entre crítica e ofensa. Os recursos irão 100% para a Orquestra Sinfônica de Heliópolis – aliás, tudo o que eu arrecadar em todos os processos (e são muitos) irá para essa orquestra expandir seu projeto de música clássica na rua. É assim que devemos agir numa democracia. Uma coisa é o direito de expressão; outra usar a palavra para injuriar, caluniar e difamar. Abaixo, a imagem que ele publicou diante da ameaça de processo e seu senso de impunidade.” Disse Gilberto.

Vale ressaltar que Juliana Oliveira assistente de palco de Danilo Gentili, se pronunciou na época e comentou que tudo não passava de uma brincadeira deles, e que Danilo trata todos com o maior respeito e carinho nos bastidores do programa.

Gilberto Dimenstein comemorou a decisão judicial no Facebook e anunciou que doará a indenização para a Orquestra Sinfônica de Heliópolis.

Danilo Gentili é processado (Foto: Reprodução/Facebook)

Você também pode gostar