Celebridades

Após gastar R$ 1,2 mil votando nela, fã conhece Emilly de perto

O Famosos na Web repercutiu uma situação, no mínimo, curiosa que foi protagonizada por uma mulher. Se intitulando como aposentada, Luciene Santiago ganhou atenção da mídia após assumir ter gasto 1,2 mil reais em ligações telefônicas para que Emilly vencesse o “Big Brother Brasil 17”.

Afirmando que tinha feito isto porque achou a filha falecida bastante semelhante à sister, seu sonho era conhecê-la pessoalmente. Contudo, finalmente este encontro aconteceu. Ao seguir os passos da nova milionária, a mulher conseguiu conversar cara a cara com a gaúcha em um hotel no Rio de Janeiro. “Fui no hotel, ela me beijou, abraçou muito e falou que me ama“, afirma Luciene, ainda extremamente emocionada. Em seu perfil numa rede social, ela registrou o momento.

Luciene conheceu Emilly, campeã do “BBB 17”. (Imagem: Divulgação)

Conheça a mulher que gastou R$ 1200 votando para Emilly vencer o “BBB 17”

Parece que teve alguém que recebeu um “empurrãozinho” para ser a campeã da décima sétima edição do “Big Brother Brasil 17”. Uma notícia viralizou nos últimos dias, quando alguém resolveu publicar que tinha uma dívida farta com uma operadora de telefonia fixa após votar incessavelmente para que Emilly ganhasse. O nome desta pessoa estava em segredo, mas acabou vindo à tona.

Veja também:

A protagonista de toda esta história, que parece cômica se não fosse tão trágica, chama-se Luciene Santiago. A mulher esteve no último dia 17 de abril na porta da delegacia esperando a milionária chegar para depôr sobre a polêmica da agressão de Marcos.

Gastei R$ 1200 reais votando para ela ganhar. Meu marido até parou de falar comigo. Mas a Emilly me fez voltar a viver, quando vi, lembrei logo da minha filha que morreu“, contou a aposentada em entrevista ao “UOL”. Atualmente com depressão, ela perdeu a filha de 19 anos com leucemia, e afirma que virou fã e seguidora incansável de Emilly.

A aposentada gastou R$ 1,2 mil em telefone votando para Emilly ganhar o “BBB 17”. (Imagem: Marcela Ribeiro/UOL)

Você também pode gostar