Celebridades

Após chegada do ator Thiago Lacerda, IML libera corpo

Isso mesmo, na tarde desta terça-feira (07), seis famílias foram informadas de que, por conta de uma paralisação no serviço de necrópsia, o instituto localizado no Centro do Rio, não iria liberar mais nenhum corpo. Porém após a chegada do ator global, Thiago Lacerda ao local, a coisa mudou de figura.

O ator chegou por volta das 15h40, para liberar o corpo de um tio, imediatamente o diretor do IML, Reginaldo Flanklin Pereira, reuniu todo mundo presente no local, para informar que ele mesmo iria tirar o paletó, para ajudar nos procedimentos e agilizar a liberação dos corpos até o final do dia de hoje.

“É uma constatação da completa ausência do estado. É muito triste a situação do IML e as condições de trabalho dessas pessoas. É lamentável a forma como o povo é tratado, como nós, brasileiros, somos judiados pela ausência do estado. Esse um sinal da falência do estado do Rio e eu sinto vergonha como cidadão, como pessoa pública e como pai de família. Faço um apelo aos órgãos responsáveis para reconhecer o estado de emergência absoluta a que chegou o IML. Apesar do estado de calamidade, percebi que há um esforço das pessoas aqui de atenderem ao povo”, disse Thiago Lacerda mostrando indignado com a situação.

Teve gente que reclamou do atendimento diferenciado, pois só teve o problema resolvido com a chegado do ator: “Eles tinham dito que não havia condições de fazer a necrópsia e que os corpos seriam encaminhados para outros IMLs. Foi preciso o Thiago Lacerda chegar para o diretor decidir liberar os corpos hoje. Ele disse que entendia nossa dor e que ia inclusive tirar a gravata e o paletó para, ele mesmo, fazer a necrópsia. Mas ele só entendeu nossa dor quando o ator chegou.”

Veja também:

A polícia Civil, informou que tem se esforçado para regularizar o pagamento das empresas responsáveis por fazer a limpeza nos corpos, porém até resolver o problema, a necrópsia será feita nos IMLs de Campo Grande, Nova Iguaçu e Duque de Caxias. Abaixo confia a nota!

“A Polícia Civil esclarece que tem enviado esforços junto à Secretaria de Estado de Segurança e ao Governo do Estado para pagamento das empresas responsáveis pela realização da limpeza no Instituto Médico Legal. O Departamento Geral de Polícia Técnico Científica informou que os peritos legistas alegam condições insalubres para a realização das necropsias no Instituto Médico Legal (IML) no Centro da Capital, e, por isso, até que seja regularizado o serviço de limpeza neste órgão, as necropsias serão realizadas nas unidades de Campo Grande, Duque de Caxias e Nova Iguaçu”.

Thiago Lacerda chegando ao local (Foto: Pedro Zuazo)

Thiago Lacerda chegando ao local (Foto: Pedro Zuazo)

Você também pode gostar