Após tweets com apelidos pejorativos e homofóbicos, atacante Getterson perde contrato com o São Paulo

Jogando atualmente do time curitibano J. Malucelli, Getterson não ficou sequer seis horas no SPFC. Acontece que o atacante de 25 anos que ficaria no São Paulo emprestado até o fim desta temporada, teve o contrato cancelado no momento em que a diretoria do clube do Morumbi descobriu tweets com citações pejorativas e homofóbicas do jogador quando se referia ao São Paulo.

Getterson até chegou a negar que tem uma conta no Twitter, entretanto entre 2010 e 2012, chamou torcedores do time paulista de “bambis”, colocando ainda diversos outros apelidos pejorativos e homofóbicos em tweets de uma conta cujo o mesmo afirma não tê-la mais. O fato é que após tomar conhecimento desse material a diretoria tricolor cancelou imediatamente o contrato do atacante.

Em nota oficial, o São Paulo explicou por alto a situação, confira: “O São Paulo Futebol Clube comunica que não avançará na contratação do atacante Getterson após tomar ciência de que o jogador fez postagens incompatíveis com a sua permanência no clube.

Antes de assinar o vínculo, ao ser questionado sobre o uso que fazia de canais de mídia social, o atleta negou ter conta no Twitter, mas posteriormente admitiu ter um perfil que usou até 2013. Constatada a veracidade da autoria, a direção optou por não dar prosseguimento ao acordo”.

Getterson (a direita) perdeu contrato com SPFC por tweets pejorativos (Foto: Reprodução)
Getterson (à direita) perdeu contrato com o SPFC por tweets pejorativos (Foto: Reprodução)
Curtidas
Diiego
Curitibano e fundador do site Famosos na Web, sou apaixonado pelo mundo virtual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.