Celebridades

Aos 60 anos, Geneton Moraes Neto morre vítima de aneurisma da aorta

Nesta segunda-feira, dia 22 de agosto, o jornalista Geneton Moraes Neto, este que trabalhava na Globo desde o início dos anos 1980, faleceu aos 60 anos. O profissional estava internado na Clínica São Vicente, na Gávea, na zona sul do Rio de Janeiro, por conta de um aneurisma da aorta.

Geneton foi um dos responsáveis pela criação do “Encontro com Fátima Bernardes” e tinha mais de 40 anos de carreira no jornalismo. Seu amigo de longa data, Caetano Veloso, publicou um texto a respeito da relação deles no Facebook. “Fiquei tristíssimo hoje ao saber que ele tinha morrido”, declarou o cantor.

“Geneton era um repórter adolescente quando o conheci. Gostei dele imediata e imensamente. Depois, fiquei tão impressionado com a honradez que ele demonstrou ao publicar nosso diálogo (eu tinha dito alguma coisa que soaria picante se fosse usada por um jornalista ordinário, e ele, tendo entendido o sentido respeitoso com que foi dito o que eu disse, nem publicou a frase arriscada), fiquei mesmo tão grato à sua grandeza que, para deixar para trás um período de dois anos em que me recusava a conceder entrevista a qualquer veículo da imprensa (muita agressão gratuita e muita inverdade oportunista se lia nas páginas dedicadas à música), escolhi falar com ele, e só com ele, para reiniciar um diálogo normal com a confusão dos cadernos B. Eu o adorava”, acrescentou Caetano.

Geneton Moraes Neto (1956-2016) (Foto: Reprodução)
Geneton Moraes Neto (1956-2016) (Foto: Reprodução)