Alto cachê para contratação de Fábio Porchat na Record é cercado de críticas

Ironia do destino ou não, junto as demissões feitas em massa pela Record, as mídia noticia a cerca de contratações e novos investimentos no canal, que agora investirá no conteúdo privado com o propósito de tentar se livrar em parte da culpa que todos os anos carrega com essas demissões, que agora caso aconteçam, ficam por parte das produtoras.

Sabe-se que a Cuatro Cabezas, que fez o “Agora é Tarde” na Band e impulsionou seu sucesso para a contratação de Danilo Gentili pelo SBT, é quem estará na missão de produzir o talk-show. Porém, se engana que se vendo em tempos difíceis, com alto número de demissões e em parte de dificuldades, Fábio Porchat terá um salário pequeno.

Segundo a coluna Sala de TV, do Terra, para trabalhar na emissora dos bispos, ele assinou um contrato que exige um cachê de 400 mil reais. Apesar de alto, o valor nem se compara com os outros bem maiores, nos quais os artistas recebem todo mês independente se há demissões ou não, e isto vira alvo de críticas por muitos os funcionários, que acham uma falta de respeito uma situação de estabilidade como é estar na emissora.

O valor "salgado" é uma ironia diante das demissões em massa. (Foto: Reprodução)
O valor “salgado” é uma ironia diante das demissões em massa.
(Foto: Reprodução)
Curtidas
Diiego
Curitibano e fundador do site Famosos na Web, sou apaixonado pelo mundo virtual.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.