Novelas

Aguinaldo Silva detona “A Lei do Amor” e a compara com fracasso de 1967

“A Lei do Amor” já chegou a ser comparada com “Babilônia”, que teve diversas modificações em seu texto original e mesmo assim não reagiu na audiência, terminando com péssima média geral. Agora, a atual trama das nove do canal dos Marinho foi comparada com “Anastácia – A Mulher Sem Destino”, fracasso de 1967.

Escrita por Maria Adelaide Amaral e Vincent Villari, “A Lei” tem alguns personagens mortos ou esquecidos no roteiro para que o núcleo principal receba mais atenção. Já “Anastácia”, de Emiliano Queiroz, foi concluída por Janete Clair, que colocou na história um terremoto, matou quase todos os personagens do folhetim e recomeçou a trama 20 anos depois.

Veja também:

Contudo, o autor de “Império”, (2014), na web, não poupou palavras ao fazer a comparação e polemizou: “Tal como a atual trama de Maria Adelaide Amaral e Vincent Vilari, [Anastácia] confundia os telespectadores e padecia do mesmo mal: personagens demais”, escreveu Aguinaldo.

Aguinaldo Silva alfineta “A Lei do Amor” (Foto: Divulgação)

Curtidas

Você também pode gostar