Band, Emissoras, Noticia

Afiliada da Band no Maranhão se retrata acerca de informação dada por colunista

Na última quarta-feira, 31 de janeiro, nós do Famosos na Web noticiamos aqui que a TV Bandeirantes está sendo transmitida no estado do Maranhão, mais precisamente na capital São Luis, por duas retransmissoras, dentre elas a TV Metropolitana e a TV Maranhense, sendo que esta última chegou a ser informada pelo colunista Flávio Ricco de que estaria processando a Band por rompimento de contrato, já que o mesmo encontra-se vigente até 2020.

Portanto, diante de toda esta situação que acabou se instaurando, a emissora nordestina solicitou o direito de resposta a coluna publicada por Ricco anteontem, na qual também fazemos questão de mencionar aqui, e disse que “é inverídica a informação que a emissora tenha perdido autorização para explorar o sinal da Bandeirante no Maranhão, uma vez que possui o direito contratual para operá-lo até 2020, conforme dispositivo jurídico, e que também não houve proposta de compra feita por parte do grupo Saad, tão pouco contato para reunião entre as partes”.

Em seguida, os diretores, por meio de nota, ainda comunicaram que “desde agosto de 2017, a TV Maranhense vem investindo forte em nova grade de programação, contratação de profissionais além de compra de equipamentos, inovações e melhorias inclusive apresentadas recentemente pela diretoria local à Band Nacional”.

No mais, a direção do canal maranhense também salientou que está dentro da lei para operar o sinal da Bandeirantes no estado, ao contrário de sua concorrente. “Por desconhecer as razões de uma possível quebra de contrato unilateral, a emissora esclarece que recorreu à Justiça, recebendo liminar favorável, expedida nos autos do agravo de instrumento número: 0800305-68.2018.10.0000-TJ/MA, assegurou unicamente o cumprimento do contrato em curso e que permanece, explorando dentro e na forma da lei, o sinal, ancorado em decisão de segunda instância favorável ao Sistema Maranhense de Televisão”.

Veja também:

E continuou: “Portanto, o grupo em questão que hoje opera de forma clandestina e ilegal, inclusive já foi comunicado judicialmente e conforme decisão, deverá arcar economicamente pelos transtornos temporariamente causados. Finalmente, a direção da TV Maranhense que já opera há mais de 20 anos no mercado, tendo estabelecido relação comercial com o Maranhão e de respeito com o telespectador, reitera seu compromisso em continuar comunicando de forma transparente aos lares maranhenses”.

Em contrapartida, o departamento jurídico da rede do Morumbi se justificou dizendo à publicação do colunista de que “havia cumprido todas as condições previstas em contrato para efetivar a rescisão com a TV Maranhense e recebeu com surpresa a liminar que a obriga a manter as transmissões pela antiga afiliada”, e de que “a Band já tinha apresentado os recursos cabíveis para reverter a referida liminar”.

Logo da TV Maranhense, afiliada à Band no Maranhão (Foto: Reprodução)

Logo da TV Maranhense, afiliada à Band no Maranhão (Foto: Reprodução)

Você também pode gostar