“Tá na Tela” tinha meta com 7 pontos, porém não consegue e produção desespera

luiz bacciO medo já toma conta nos corredores do “Ta na Tela”, principalmente pela grande rejeição e a baixa audiência consolidada do programa confira.

A estreia do “Tá na Tela” na Band nesta segunda-feira foi bem mais tensa do que se esperava. O programa conseguiu cerca de 3 pontos de média (2,8) e pico de 4 pontos (4,3) com muito custo. Por vários momentos, a atração chegou a empatar com a Gazeta e com a RedeTV! (ficando em quarto lugar na audiência) e foi aí que bateu o desespero internamente e algumas matérias foram caindo e sendo substituídas.

A matéria do médium João de Deus, que foi anunciada para esta terça-feira acabou entrando na segunda-feira. Outra coisa: o GC, gerador de caracteres, aquela frase que fica na tela enquanto uma matéria é exibida ou chamada, mudava a todo momento. Se o GC prendesse o telespectador, ficava no ar.

Correria em um programa ao vivo é normal, mas o clima na produção do “Tá na Tela” ultrapassou o limite da normalidade. Foi um quase um pânico geral porque ninguém admitia ficar abaixo dos 3 pontos na estreiaNa verdade, houve quem acreditasse que o programa alcançaria os 7 pontos e não chegou nem perto disso.

Vale lembrar que o “Sabe ou Não Sabe”, um game divertido feito nas ruas e que não tem um pingo de sensacionalismo chegou aos 3 pontos (2,6) na terça-feira passada, o que é ainda mais desesperador para o programa de Luiz Bacci, que investiu bastante e ficou abaixo do esperado, mas foi só a estreia. A atração precisa crescer ao longo dos dias para mostrar que o menino de ouro foi mesmo um belo investimento. É inegável que Bacci tem talento e muito potencial para isso. Vamos aguardar.