Steven Seagal é processado por assédio

O ano não começou nada bem para Steven Seagal. O ator recebeu a notícia de um processo por causa de um assédio sexual. De acordo com documentos judiciais apresentados na semana passada, Kayden Nguyen, uma ex-modelo de 23 anos, alega ter sido vítima de assédio sexual por parte do ator, pedindo agora uma indenização de cerca de um milhão de dólares (R$ 2,7 milhões).

A jovem conta que foi contratada como assistente de Steven, sendo depois usada como “brinquedo sexual”. A acusação foi reforçada por duas outras mulheres que prestaram declarações no tribunal, com o intuito de ajudar no processo. Segundo consta, elas trabalhavam para Steven Seagal, mas teriam pedido demissão depois do ator se insinuar à elas, fazendo comentários inadequados.

Marty Cantor, advogado de defesa de Steven Seagal, já veio a público defender seu cliente, caracterizando as acusações como “absurdas” e reforçando que o ator “não tem qualquer conhecimento dessas mulheres”.

steven-seagal-pic-getty-781758683

“As declarações foram claramente preparadas pelo advogado de Nguyen”, admitiu Cantor.

Quem também já falou sobre o assunto foi Kelly LeBrock, ex-mulher de Steven Seagal, que disse numa entrevista que as acusações feitas ao seu ex-companheiro são “muito perturbadoras”. LeBrock revelou ainda que foi “constantemente abusada” durante a sua vida, mas quando foi questionada se estava a referir-se a Seagal, esclareceu:

“Eu tinha uma vida antes do Steven Seagal, e uma vida depois dele”.

Ela alega que após ser contratada como assistente do ator  foi usada como “Brinquedo Sexual”.