Sheron Menezes rebate fama de Antipática

A atriz, que atualmente interpreta a advogada Paula, de “Babilônia”, novela exibida na faixa nobre da Globo, inspirou a mãe, Veralinda Menezes, a escrever o livro Princesa Violeta, em entrevista a o jornal “Extra”a atriz deu a seguinte declaração: “Eu queria saber por que não tinha princesa negra. Então minha mãe escreveu essa história, que é especial. Isso bem antes de a Disney lançar um filme (Tiana, de 2009)”.

“Eu usava trancinha na época de menina. Quando soltava os fios, eu reclamava: ‘Nossa, olha isso!’. A minha mãe chegava perto de mim e dizia: ‘Filha, veja como o seu cabelo é lindo! Olha a sua boca, o seu nariz, você é toda linda!’. E eu repetia: ‘É mesmo, eu sou toda linda!’. Se alguém falasse algo, como na escola, onde eu era chamada de Tina Turner, logo respondia: ‘Ela é linda mesmo!’”, conta Sheron na entrevista.

Sobre a sua fama de antipática a atriz deu a seguinte declaração: “É muito difícil agradar a todo mundo. Eu já desisti, porque é impossível. Nem Jesus Cristo agradou. E, normalmente, quem pensa isso de mim, em outra oportunidade vê que estava errado. Já falaram para mim: ‘Eu achava você tão antipática. Poxa, eu estava enganado’. E eu respondi: ‘Pois é! Você não me deu oportunidade’. Não tenho filtro, falo tudo. Mas isso é bom porque eu sou sincera e real. Pode falar qualquer coisa de mim, mas dizer que menti, isso não pode”.

(Foto: Reprodução/Internet)

(Foto: Reprodução/Internet)