A série “Two and a Half Men” chega ao fim na sua 12 temporada

"Two and a Half Men"chega ao fim após 12ª temporada

“Two and a Half Men”chega ao fim após 12ª temporada

Uma das mais famosas e antiga série de comédia exibida na TV aberta nos Estados Unidos, “Two and a Half Men” será cancelada ao término de sua 12ª temporada, que vai começar em outubro, informou nesta quarta-feira a rede “CBS”. O programa, que chegou a ser assistido por quase 30 milhões de espectadores nos EUA, começou a perder fôlego após a saída de Charlie Sheen, que interpretava um dos protagonistas.

“Two and a Half Men” estreou em 2003 como uma ‘sitcom’ baseada na relação entre dois irmãos a partir do ponto em que um deles, recém divorciado e pai de um filho, se muda para a casa do outro, um conquistador inveterado. O elenco inicial tinha Charlie Sheen no papel de Charlie Harper, que após algumas temporadas lhe rendeu o status de ator mais bem pago da televisão americana, com salário de US$ 1,8 milhão por capítulo.

O comportamento instável de Sheen fora das telas, incluindo problemas com álcool e drogas e insultos ao produtor da série, Chuck Lorre, levou à sua saída de “Two and a Half Men” em 2009. Ashton Kutcher entrou na série e passou a receber US$ 700 mil por capítulo, menos que Sheen, porém mais que vários astros da TV nos Estados Unidos, incluindo o coprotagonista da série, Jon Cryer, ganhador do Emmy e que teve um aumento para US$ 620 mil por cada episódio de 30 minutos.
Os salários dos atores, por sinal, tornaram “Two and a Half Men” o produto mais caro da divisão de TV dos estúdios Warner Brothers.

Às vésperas da última temporada, a “CBS” antecipou “grandes surpresas” aos telespectadores, mas não deu pistas sobre um possível – embora improvável – retorno de Charlie Sheen, cujo personagem morreu na série.