“Ser famosa quase me matou”, diz Andressa Urach

Andressa Urach ainda segue se recuperando dos problemas graves de saúde que enfrentou por conta da aplicação de hidrogel, que quase a matou ano passado.

Em entrevista, a modelo contou que a fama é como se fosse um vício, e que agora se controla com calmantes para não fazer besteiras.

“Ser famosa quase me matou. Consegui fama em seis anos, mas sucesso pode levar 20, 30 anos, e não vem apenas de um corpo bonito. Depende também de oportunidade, estudos (…) Hoje, essa doença tenta ainda ocupar minha mente. É como se eu estivesse me recuperando de uma droga, por isso estou sendo acompanhada por psicólogo. Tive de me afastar das redes sociais. Ver todo mundo se preparar para o Carnaval e eu não estar à frente de uma bateria, como no ano passado, é muito difícil. Tomo calmantes para segurar esse meu impulso pela fama, pela vaidade”, disse Andressa em entrevista à revista ‘Istoé’.

A loira também falou sobre as cicatrizes que os problemas deixaram em suas pernas. ” Vou ser, sim, a futura Hebe Camargo. Pernas, cortes ou cicatrizes não irão fazer diferença nesse meu novo trabalho. O fato das minhas pernas terem esses cortes me faz pensar que não vale a pena me expor como fazia antes. Não há necessidade de posar nua ou participar de concurso de beleza. Tenho quase 30 anos, não vou ser uma velha rebolando”, disse Andressa Urach.

(Foto:Reprodução)

(Foto:Reprodução)