Se você tem preconceito se cuida, por que pesquisa revela que pode morrer mais cedo

Pesquisadores da Universidade Columbia analisaram dados sobre a orientação sexual e atitudes homofóbicas de mais de 20 mil heterossexuais, recolhidas ao longo de 20 anos. Eles mediram o grau de preconceito com perguntas como “você acha que gays deveriam ser permitidos a ensinar em colégios públicos?” ou “casamento entre pessoas do mesmo sexo é moralmente errado?”.

Durante os 20 anos, mais de 4 mil entrevistados morreram. E o risco era maior entre os homofóbicos. Os não preconceituosos viviam, em média, 2 anos e meio a mais que os outros.

O estudo não investigou por que motivo os homofóbicos morrem mais cedo. Mas suspeita-se que seja pela mesma razão que, segundo outra pesquisa, as pessoas racistas também correm mais riscos de morrer. É culpa do stress: o nível de cortisol aumenta quando elas interagem com negros. E stress crónico pode desencadear uma série de doenças.

Pela sua vida é bom livrar-se logo de preconceitos.