SBT: Um Caso Perdido?

Mais uma vez, a emissora de Silvio Santos cancela uma atração sem que ela complete um mês de vida na grade do canal, os mais otimistas apostam numa re-reprise de “Carrossel” (2012, esta reprise começou um mês depois de sua exibição original) e contou na primeira reprise com apenas quinze capítulos para ceder lugar ao “SBT Notícias” de Neila Medeiros que também não foi bem. A partir daí a emissora escalou seu coringa “Chaves” que também foi um fracasso, a decisão de colocar um programa de conflitos familiares estrangeiro se mostrou ineficaz, já que o programa vai ser limado.

A reprise de “Carrossel” (2012), mostra a fragilidade da grade do canal, que já exibe em sequência três reprises no período vespertino e mais a reprise da versão mexicana de “Rebelde” (2004) em horário nobre. Caso a reprise se confirmar, a emissora vai fazer jus ao apelido de “Viva Da TV Aberta” e pode derrubar o bom “SBT Brasil” que começou a ter uma tímida reação.

Toda a grade do canal precisa ser repensada, já que serão investidos no “The Noite”, “Okay Pessoal” e “Arena SBT”, menos reprises podem deixar a grade do SBT mais consistente e não dependente de produtos internacionais. Estrutura a emissora tem, mas precisa ser mais bem aproveitada, como uma revista eletrônica no fim da tarde antecedendo o “SBT Brasil” cortando assim uma de suas reprises, adianta a estreia da inédita “Soy Tu Dueña” para a faixa das 21h15.

Para substituir o remake de “Chiquititas”, pode-se investir em uma trama adulta desenvolvida por um dos colaboradores de Ìris Abravanel e para o meio da tarde, algo similar ao “Vídeo Show” apresentado por Nádia Haddad antecedendo a novela inédita da tarde e apenas uma reprise a tarde com o horário das 16h10 e uma novela forte que seja capaz de atrair a audiência;

São coisas pontuais que precisam sim ser revistas pelos diretores da emissora, assim como a faixa matutina aumentando a participação do jornalismo aproveitando Neila Medeiros de maneira correta num projeto desenvolvido para a jornalista que tem um potencial igual ao da âncora do “SBT Brasil”.

O SBT é uma emissora que assim como a Record tem potencial para crescer, mas infelizmente é administrada de maneira incorreta, se essas alterações fossem efetuadas a TV Brasileira sairia ganhando e como consequência a média/dia do canal de Silvio Santos.

 

Texto: Gustavo Henrique Dill Matos

*as opiniões do postador não refletem o pensamento do site “Famosos Na Web”