Sabrina Sato é zoada na volta do Pânico inédito

Na estreia da temporada 2014, o “Pânico” veio cheio de quadros e personagens novos, mas o que mais chamou a atenção foram as referências a uma figura que até recentemente fez parte da história do programa: Sabrina Sato. “Pânico na Band começa agora, muito menos oriental do que em 2013”, anunciou o locutor, depois de apresentar as novidades do programa de estreia, numa observação obviamente dirigida à integrante de origem nipônica que trocou o programa pela Record.

 Ao final, depois de fazer muito suspense e anunciar por três horas a estreia de uma nova integrante, Emilio Surita a apresentou: “a cadelinha Fiel”. E explicou: “Ela vai ser treinada. E vamos ver se ela vai conseguir ajudar a gente a fazer este programa.” Na estreia do quadro “Emprego em Pânico”, no qual pessoas pedem demissão com a ajuda de uma equipe do programa, sobraram “indiretas” para Sabrina. “Se você tá insatisfeito, tem que falar mesmo. Falar na cara”, disse Guilherme Santana. “O problema é sair sem falar”, lamentou Vesgo. “Aí você fecha a porta, amigão. Não dá!”

 Ainda dentro deste quadro, entrevistando Ana Paula Leme, o humorista perguntou se ela está satisfeita de trabalhar no “Pânico”. “Eu amo”, ela respondeu. “Até o dia que a Record vier e fizer uma proposta”, completou Vesgo. “Aí ela vai embora, vai pra ´Fazenda’, vai fazer outra coisa.”

A jornalista Rachel Sherehazade, do SBT, foi outra figura que brilhou na estreia da temporada 2014 do humorístico da Band. Primeiro, ela foi imitada por Eduardo Sterblitch. Agitada, a comentarista Rachel Sheheradassa proclamou: “O que me deixa mesmo chateada é que… a classe C tem que morrer! É a minha opinião. Porque a pessoa já é pobre…”

 panicorachel2-300x236

Em outro momento, Alfinete foi para a porta do SBT entrevistar a jornalista. “Eu queria dar os parabéns pela sua coragem. Pelas suas palavras que têm causado certa polêmica”, elogiou o humorista, ao abordá-la. “A opinião dela é uma bosta, mas ela tem o direito de expressar”, disse o jornalista Ricardo Boechat imediatamente depois da gentileza de Alfinete.

panicobabirossi-300x219