“Repórter Record Investigação” 03/11/2014 Relato sobre o Paquistão

Após "A Fazenda"

Após “A Fazenda”

Após um trabalho de seis meses de apuração, o Repórter Record Investigação desta segunda-feira 03/11/2014, exibe reportagem exclusiva sobre o Paquistão, um país dominado pela escravidão e pela miséria. Uma pobreza extrema que leva pessoas a negociarem os próprios rins no mercado negro e mulheres a se prostituírem numa região em que a atividade pode ser punida com a morte.

Pela primeira vez na televisão brasileira, duas garotas de programa muçulmanas tiram o véu e contam ao repórter Jésus Mosquéra que foram vendidas pelos próprios pais. Num lugar onde as mulheres precisam andar cobertas da cabeça aos pés, elas decidem correr o risco de expor o rosto ao programa para contar suas histórias.

A atração mostra detalhes de um país com mais de quarenta milhões de pessoas abaixo da linha da pobreza  e com mais de dois milhões de pessoas trabalhando em regime de escravidão: mulheres e crianças são negociadas como se fossem uma mercadoria qualquer.

Para escapar do trabalho escravo, agricultores pobres e desesperados vendem o próprio rim. Um mercado sustentado por estrangeiros que precisam, com urgência, de um transplante.

O Repórter Record Investigação flagrou paquistaneses que não têm o que comer oferecendo um rim à equipe.

E o mistério do povo-rato: seres humanos alugados e obrigados a pedir esmolas nas ruas.

Repórter Record Investigação vai ao ar nesta segunda-feira (03/11), às 23h30 na Record.

 

@Record