Rede TV! completa 15 anos de programação, confira os acertos e erros da emissora

RedeTV! LogoA emissora Rede TV! Comemora seu aniversário completando 15 anos com muitos acertos e muitos erros também. Em 1999 foi quando a emissora teve sua primeira exibição na TV aberta em nosso país, confira tudo o que aconteceu nestes 15 anos de exibição, veja:

 

1) Salários atrasados

A RedeTV! já nasceu praticamente no vermelho. Herdou da Manchete R$ 329 milhões de ações trabalhistas de funcionários da antiga emissora e brigou na Justiça para se descaracterizar como sucessora das dívidas (o Supremo Tribunal Federal deu vitória à RedeTV! no início deste ano). Em 2012, demitiu quase um terço de seu quadro de profissionais após sucessivos atrasos salariais. Terminará 2014 no azul pela primeira vez, segundo Marcelo de Carvalho, vice-presidente.

 

2) Pegadinhas homofóbicas

Em novembro de 2005, no dia de seu aniversário, a RedeTV! teve o sinal bloqueado e saiu do ar por descumprir ordem judicial que a obrigava a exibir programas educativos no lugar do Tarde Quente, de João Kleber. E emissora foi denunciada por ONGs (Organizações Não-Governamentais) ligadas à defesa de minorias e notificada pelo Ministério Público por mostrar pegadinhas com incitação à homofobia e violação de direitos humanos. O apresentador rescindiu contrato e voltou em 2013.

 

3) Futebol vira caso de polícia

A RedeTV! perdeu o direito de transmissão da Liga dos Campeões da Europa em 2005 para a TopSports, dona do Esporte Interativo, porém continuou exibindo as partidas. Em outubro daquele ano, a polícia invadiu a sede da emissora, a pedido da empresa de marketing esportivo, para impedir a veiculação do campeonato, e o sinal de transmissão foi cortado.

 

4) Saturday Night ‘Flop’

Para compensar a perda do Pânico para a Band, em 2012, a RedeTV! comprou os direitos de produção do programa norte-americano Saturday Night Live e contratou o ex-CQC Rafinha Bastos. A estreia do humorístico, que tem sábado e ao vivo no nome, aconteceu em um domingo (27 de maio). Depois, virou gravado. Chegou a dar menos de um ponto no Ibope. Insatisfeito e sem receber salário, Rafinha Bastos deixou a RedeTV! em outubro, e a atração durou menos de nove meses.

 

5) Encrenca

Em mais uma tentativa para substituir o Pânico, a RedeTV! lançou o Encrenca, apresentado por humoristas e radialistas. O programa foi lançado em 29 de junho de 2014, durante a Copa do Mundo, e chama a atenção pelo humor sem graça. No Dia de Finados, eles visitaram os túmulos dos famosos e levaram batom e colar para Hebe Camargo e a revista Playboy de Adriane Galisteu para o piloto Ayrton Senna. Não passa de dois pontos no Ibope.

 

6) Donas de Casa Desesperadas

A RedeTV! surpreendeu ao anunciar a versão brasileira da cultuada série Desperate Housewives, sucesso na rede americana ABC na segunda metade dos anos 2000. A produção, gravada na Argentina em parceria com a Disney, teve roteiro norte-americano e elenco com Sônia Braga e Lucélia Santos. Foi bem comercialmente, mas fracassou no Ibope (2,5 pontos).

7) Apartamento das Modelos

Para pegar carona no sucesso de Big Brother Brasil, a RedeTV! produziu um reality show com apenas uma câmera portátil em 2002. Apresentado por Nelson Rubens, Apartamento das Modelos confinou oito mulheres em um pequeno imóvel em São Paulo. O programa durou uma temporada. Ao contrário do BBB, que premiava o vencedor com R$ 500 mil, a RedeTV! deu uma moto e contrato em uma agência para a campeã.

 

8) Gafes ao vivo

Se as gafes são comuns na televisão, na RedeTV! elas conseguem ser mais frequentes. Em 2006, Fernando Vannucci apresentou o Bola na Rede, após a final da Copa do Mundo, visivelmente grogue. A apresentadora Daniela Albuquerque, mulher de Amílcare Dallevo Jr., dono da emissora, já chamou Hebe Camargo de sebosa, confundiu a personagem mitológica Medusa por “medúsia” e não conseguiu falar “octógono”, ringue de MMA (sigla em inglês para artes marciais mistas).

 

9) Lista negra

A RedeTV! acumula uma espécie de “lista negra” com mais de 60 artistas, apresentadores e jornalistas (alguns da extinta Manchete) que não podem pisar na emissora nem ser citados nos programas. Entre eles, estão a dupla sertaneja Zezé Di Camargo & Luciano, que processaram a emissora pela sátira do filme 2 Filhos de Francisco feita pelo Pânico, e a atriz Carolina Dieckmann, que foi perseguida pelo humorístico para calçar as “sandálias da humildade”.

 

10) Grade ecumênica

A RedeTV! arrenda quase metade da programação para igrejas. Universal, de Edir Macedo, Mundial (Valdemiro Santiago) e Internacional da Graça de Deus (R.R. Soares) ocupam mais de 11 horas da grade diária da emissora (a campeã entre as redes abertas). O desespero para fechar o caixa no azul fez a RedeTV! vender metade do sinal da parabólica para a Igreja Mundial, prejudicando as próprias transmissões.

Mas nem tudo na RedeTV! fracassou. O Notícias da TV também relembra cinco acertos da emissora:

 

11) Pânico na TV

Com baixo orçamento e em um horário concorido na TV, enfrentando Faustão e Gugu Liberato, o Pânico na TV estreou em 28 de setembro de 2003. Criação de Tutinha, chefe da Jovem Pan FM, o programa de rádio migrou para a televisão desacreditado, porém em poucos anos passou a disputar a liderança de audiência e revolucionou o humor brasileiro. Transformou a ex-BBB Sabrina Sato em apresentatora e revelou humoristas como Carlinhos da Silva (Mendigo), Vinícius Vieira (Gluglu), Márvio Lúcio (Carioca) e Wellington Muniz (Ceará).

 

12) Luciana Gimenez

Então famosa por ter tido um filho com o roqueiro Mick Jagger, Luciana Gimenez tinha tudo para dar errado na televisão. Em sua estreia no Superpop, em 2001, confirmou as expectativas e tropeçou ao vivo. Depois, virou notícia ao maltratar o português e justificar que pensava em inglês. Aos poucos, conquistou seu espaço, tornou-se uma das principais apresentadoras da TV brasileira e passou a ser cobiçada por outras redes, como a Record e até a norte-americana ABC.

 

13) Carnaval B

Um dos acertos da RedeTV! é a cobertura do Carnaval. A estrutura limitada e o casting de subcelebridades, como a ex-vice Miss Bumbum 2012 Andressa Urach, dão charme à inusitada transmissão, que investe em “closes” nas partes íntimas das passistas. O destaque é o Gala Gay, com desfiles de drag queens e transexuais. O material é assumidamente trash. Virou uma alternativa para quem foge do Carnaval “mainstream” da Globo, copiado pelas outras emissoras.

 

14) TV Fama

Cópia do programa norte-americano Entertainment Tonight, o TV Fama estreou junto com a RedeTV!, em 15 de novembro de 1999. Ganhou cara própria e virou referência na cobertura de celebridades na TV, se diferenciando do Vídeo Show, que só fala do elenco

15) Leitura Dinâmica

O jornalismo limitado da RedeTV! inovou com a criação de uma revista eletrônica enxuta e diária no final da noite, que fala de política e videogame em uma mesma edição. Leitura Dinâmica estreou em 21 de novembro de 1999 como um programa semanal, aos domingos. A boa audiência fez o jornalístico ser estendido para todos os dias. Em 2014, passou a ser transmitido ao vivo.