Record corta gastos para não fechar o ano com saldo negativo

Apesar do bom crescimento em audiência neste ano, e contratações de peso, como a de César Filho e Sabrina Sato, engana-se quem pensa que a Record está com o saldo financeiro folgado. A emissora será obrigada a cortar gastos e demitir cerca de 800 funcionários para não fechar o ano no vermelho.

De acordo com a colunista Keila Jimenez, do jornal “Folha de S. Paulo”, todos os departamentos da record, sem exceção, terão que fazer um corte de 20% no seu orçamento até o fim do ano, para que a emissora evite o saldo negativo.

Esta decisão envolve todos os tipos de orçamento, desde as despesas básicas, até os trabalhos de produção. Para 2015, aliás, a emissora já estuda terceirizar grande parte da sua equipe de produção, também para diminuir gastos.

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)