“Privaram o público”, diz TV Gazeta após cancelar debates; entenda

Gazeta

A TV Gazeta de São Paulo, que promoveria dois debates, um com candidatos ao Governo de São Paulo e outro com os presidenciáveis, teve que cancelar os eventos. Segundo o colunista Fernando Oliveira, o motivo é que alguns dos candidatos alegaram falta de espaço na agenda. Com isso, serão suspensas as transmissões previstas para 18 e 11 de setembro, respectivamente.

No primeiro, Geraldo Alckmin (PSDB) se recusou a ir. No segundo, Dilma Rouseff (PT), Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB) preferiram não participar. No comunicado, a Gazeta disse que o público foi privado de fazer a melhor escolha. Leia o texto divulgado pela emissora na íntegra:

“Infelizmente neste ano a TV Gazeta não exibirá o tradicional Debate Político. Os principais candidatos a presidente e o principal candidato ao governo de São Paulo alegaram falta de espaço nas respectivas agendas. Lamentamos muito.

Eles foram convidados pela emissora conforme a lei, aprovaram regras e fixaram datas. Porém privaram o público da mais paulista das emissoras dessa contribuição importante para refletir sobre o voto.

O Jornalismo da emissora continuará com a cobertura da campanha eleitoral nos telejornais e no programa Hora do Voto, que desde Março aborda o assunto. Como sempre, dentro de sua linha editorial independente.”