Prefeitura de Recife – PE cancela evento da FIFA e economiza R$ 20 Milhões

Os protestos em Recife – PE, tiveram efeito positivo. Quase sempre espalhadas, mas pouco aglomeradas, esses protestos chamaram a atenção das autoridades da capital pernambucana. Cerca de R$ 20.000.000,00 (Vinte milhões de reais) serão economizados com o cancelamento desse evento.

 O motivo apresentado pelo secretário municipal de esportes e da copa, George Braga, foi simples e clara: “A motivação foi exclusivamente administrativa e financeira”, assegurou.

1609658_678776125519171_1450505111_n

Recife desiste de bancar realização da Fan Fest na Copa

Em nota, a Fifa se mostrou surpresa com o posicionamento da Prefeitura do Recife. “Nosso relacionamento com a sede Recife tem sido muito consistente e produtivo, com uma série de reuniões e workshops. Ao longo deste período de planejamento nos últimos três anos, nunca tivemos qualquer dúvida sobre o comprometimento do Recife em realizar um Fifa Fan Fest de sucesso”, diz a nota. O último encontro aconteceu em janeiro.

A federação também justificou que fornece todo o apoio financeiro para as cidades-sede, com os equipamentos de infraestrutura para o evento, incluindo o telão de alta definição, palco, sonorização e iluminação. “A Fifa oferece o mesmo apoio a todas as sedes, sendo as únicas diferenças o investimento por parte das sedes com base no tamanho de seus eventos”, explica o texto.

***OPINIÃO DO LEITOR***

Por: Márcio Gonçalves

Hoje, Recife é uma das capitais que mais se desenvolvem no país, tanto em questão industrial (Os 2 maiores shoppings do Brasil estão concentrados lá), quanto cultural; prova disso é esse dinheiro que foi economizado. Protestos lá são comuns, principalmente nos bairros Boa Vista, Boa Viagem… e esses protestos conseguiram cumprir o que queriam: #EscolaPadrãoFIFA. Acho que cada conterrâneo deveria levar um pouquinho da cultura de Recife.

OBS: Para enviar qualquer opinião ou um artigo sobre determinado assunto, basta enviar um e – mail para: gnt.gironatela@gmail.com.