Por dentro de quem é voz do locutor do BBB

Sacanear. Esse é o verbo usado pelo ator Mário Jorge Andrade, 60 anos, para definir seu trabalho no BBB, onde atua há 12 anos, isto é, desde o início (o “BBB” começou em 2002 e teve duas edições no primeiro ano). “Trabalho há 20 anos com o Boninho. Fiz quase todos seus programas. Sou diretor de dublagem e locução do ‘BBB’. Minha voz sempre aparece nas edições e também seleciono a equipe que atua nas dublagens. É o trabalho mais inusitado da minha carreira. A edição brasileira do ‘Big Brother’ é a única no mundo que faz isso: criar uma ficção dentro do programa”, contou ele ao blog.

Difícil conversar com Mário e não lembrar das vozes de alguns personagens. Ele é o dublador de Eddie Murphy, John Travolta, o Gorpo, do desenho He-Man, entre outros. “Às vezes, as pessoas me reconhecem porque estou na área há muitos anos. Outras vezes, não”, comenta. Com tanto tempo de “BBB” será que sabe dizer qual é a melhor edição?

“Olha, não sei. Todas são diferentes porque tem um elenco diferente. O legal é quando dá para sacanear. Fazer a edição daquele maluco da boneca (Kléber Bambam) foi ótimo, por exemplo. As novelinhas começam a ser produzidas com um mês e meio de programa, quando os grupinhos já estão formados e as intrigas já existem. Aí, a gente sacaneia bastante”, comenta Mário.

Para fazer seu trabalho, o dublador, claro, tem de assistir com empenho ao reality e isso já o deixou expert no assunto. “Nos últimos anos, sempre acerto quem vai vencer. Fica fácil. O cara vai para o paredão oito vezes, difícil perder. Com o Jean Lucas foi assim”. Jean Lucas? Quis dizer Jean Willys? “É, esse mesmo. Começamos a fazer as novelinhas com aquele cozinheiro que acabou casando com aquela menina bonita”. O Tirso e a Manu? “Sim, esses mesmos. Eles se separaram, né?”. Sim. Pelo jeito, você não se lembra de todos os participantes marcantes… “Ah, é muita gente, né?” É, sim Eddie Murphy. Muita gente mesmo.