Por conta do filme “A Entrevista”, Coreia do Norte chama Obama de “macaco”

A tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte pela estreia do filme A Entrevista, uma comédia sobre a tentativa de assassinar o líder norte-coreano Kim Jong-un, escalou mais um degrau no sábado.

Um porta-voz da Comissão Nacional de Defesa do hermético país responsabilizou o presidente norte-americano, Barack Obama, de promover o filme e afirmou que o mandatário “sempre fala de forma imprudente e atua como um macaco em uma selva tropical”, segundo a agência oficial norte-coreana KCNA.

A grande dificuldade de Kim Jong-un é que A Entrevista – que apresenta o líder norte-coreano como um bobo maligna e vão – tem sido amplamente visto como engraçado e perspicaz, disse o correspondente da BBC em Seul, Stephen Evans.

Se ativistas contrabandearem o filme para a Coreia do Norte em pen-drives, como já fazem com outros filmes, o longa poderá revelar-se bastante poderoso, disse Evans.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação