Política: Novo ministro da Previdência defende mudança feita em regras de benefícios

O novo ministro da Previdência Social, Carlos Eduardo Gabas, que assumiu a pasta hoje (2) no lugar de Garibaldi Alves Filho, disse que na sua gestão não reduzirá direitos dos trabalhadores e defendeu as mudanças anunciadas pelo governo federal para a concessão de benefícios.

Segundo ele, as medidas que alteram regras para concessão de pensões, auxílio-saúde e seguro-desemprego, não retiram direitos, “apenas corrigem distorções para garantir a sustentabilidade da Previdência”.
Em seu discurso, ele destacou que houve modernização do atendimento aos segurados da Previdência Social e disse estar preparado para os desafios de sua gestão. “Com o comprometimento de todos, continuaremos fazendo as mudanças necessárias. Continuaremos trabalhando para a sociedade brasileira”, afirmou Gabas.

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Servidor de carreira do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Gabas foi o primeiro servidor do instituto a se tornar ministro da Previdência, cargo que já ocupou de 31 de março de 2010 a 3 de janeiro de 2011.

O novo ministro é pós-graduado em gestão de sistemas de seguridade social e tem formação em ciências contábeis. Ingressou no serviço público em 1986. Em 2003, foi superintendente estadual do INSS em São Paulo. Em 2005 foi nomeado secretário executivo do Ministério da Previdência.

Novo ministro defende regras do benefícios.