Policia de Santa Catarina usa WhatsApp para prender criminosos

Um homem foi preso em flagrante no Bairro Bom Abrigo quando informações sobre um carro roubado foram compartilhadas em um aplicativo de celular. Depois de ver que passava próximo de uma região onde o veículo foi visto circulando, delegado resolveu fazer campana e encontrou o suspeito de receptação.

Rodrigo Bortolini, delegado da Diretoria Estadual de Investigações Criminais (Deic), recebeu mensagem sobre um Peugeot 308 branco que havia sido roubado e foi visto na região do Bairro Bom Abrigo, na Capital, na noite de terça-feira. Ele passava pela região no momento e acabou encontrando o carro parado na frente de uma residência. Ele estacionou, chamou reforços e ficou aguardando, até que por volta das 21h30min um suspeito veio em direção ao veículo e foi preso em flagrante.

Não é de hoje que os profissionais de segurança de SC aderiram ao WhatsApppara tornar mais dinâmica a troca de informações. O delegado Bortolini considera a ferramenta excelente para a comunicação entre os policiais:

— É claro que nem todas as informações devem ser divulgadas por esse meio, mas muitas podem ser compartilhadas e apresentar resultado positivo, como a de ontem — ressalta ele.

O homem preso, de 20 anos, é natural de São José e já tinha diversas passagens pela Polícia. Ele foi encaminhado para a Deic, onde permanecia até o início da tarde desta quarta-feira.

De acordo com o delegado Bortolini, a Deic investiga a participação do carro – que foi roubado no dia 15 de janeiro, em Balneário de Piçarras – em outros crimes na região da Grande Florianópolis. Piçarras – em outros crimes na região da Grande Florianópolis.