Pesquisa revela que homens assistem mais novelas do que futebol

Quem diria foi  o tempo em que os homens se reuniam no sofá apenas para assistir aos campeonatos de futebol. De acordo com uma recente pesquisa do Ibope, os gols e dribles dos craques dos campos estão dando lugar aos beijos apaixonados dos mocinhos, às falcatruas dos vilões e às músicas melosas das novelas na preferência masculina.

Segundo a pesquisa, homens de todo o Brasil e de qualquer faixa etária assistem a telenovelas em primeiro lugar, depois veem futebol e minisséries, e por último filmes e humorísticos. Apesar de surpresa para muitos, a notícia não é nova para o autor de “A Próxima Vítima”, “Guerra dos Sexos” e “Passione”, Silvio de Abreu. “Homens sempre assistiram novelas, só não admitiam. Como escrevo mais comédia e tramas policiais, o público masculino que as acompanha é muito grande. Sou muito mais abordado por homens interessados no meu trabalho do que por mulheres.”

O autor, porém, ressalta que não é qualquer trama que agrada o exigente público masculino. “Novelas muito românticas e açucaradas afastam os homens. Mas policial, aventura e comédia garantem uma boa audiência entre eles”, afirma Silvio, que destaca alguns dos autores favoritos dos rapazes. “Dias Gomes, por exemplo, sempre foi um autor que agravada eminentemente o público masculino, assim como Benedito Rui Barbosa; por outro lado Janete Clair, Cassiano Gabus Mendes e Ivani Ribeiro agradavam mais o público feminino.”

Noveleiro declarado, o cantor Luciano, que faz dupla com Zezé Di Camargo, não perde um capítulo de suas tramas favoritas. “Sou noveleiro mesmo. Adoro as novelas da Globo, sempre acompanho a vida dos personagens e da história pela internet, pelos sites. Nossos artistas têm cada vez mais e com perfeição mostrado que a arte imita a vida. Eles nos proporcionam momentos de entretenimento ótimo”, disse o sertanejo. “Pela TV, pelas novelas, não convivemos com a violência que impera dentro e fora do campo de futebol”, completa.

Até os craques dos gramados assumem sua paixão pela dramaturgia. Ronaldo e Neymar já se declararam noveleiros de carteirinha. Fanático pela enredo de Carminha, a mais famosa personagem de Adriana Esteves, o ex-craque e empresário recorreu à boa vontade dos fãs nas redes sociais para conseguir ver “Avenida Brasil”, da Globo, durante uma viagem à China. “Onde assisto à novela na internet? Podem me ajudar?”, perguntou Ronaldo, que também dava palpites sobre os mistérios da trama. “Quem matou o Max foi a filha do Tufão que nunca mais apareceu na novela! #certeza.”

O crescente número de homens ligados nesse tipo de entretenimento faz com que Carlos Lombardi, autor de “Pecado Mortal”, da Record, tome alguns cuidados na hora de escrever. “Faço personagens masculinos, que tenham ideias de homem, e não sejam apenas idealizações femininas do que é um homem. A ideia é fazer com que o comportamento deles combine com os do homem médio”, disse o novelista, que não ignora o truque mais famoso quando o assunto é plateia masculina. “Coloco também mulheres lindas, como Carla Cabral trabalhando como stripper.”

Há quem admita que a paixão pelas telenovelas não é de agora. O cantor Roberto Carlos é um deles. “Temos as melhores novelas do mundo, todas de muita qualidade. É um momento bom, pois me distraio”, declarou ele numa entrevista em 2012, quando não perdia um capítulo de “Fina Estampa”. Outro exemplo é o advogado mineiro Alexandre de Almeida Gonçalves, de 34 anos. Ele disse que no interior percebe que a tradição da família em se reunir para assitir novelas é muito comum, mas que no seu caso outros fatores o levaram a não desgrudar os olhos na telinha. “Comecei na adolescência com segundas intenções: os namoricos. Numa festinha, quando tentei investir numa menina que eu estava gostando, percebi que o grupo dela estava falando sobre a novela ‘Deus nos Acuda’ (1992). Como acompanhava, entrei no assunto e me dei bem. Naquela hora eu identifiquei que novela era a chave para chegar nas meninas”, conta. “Com os anos, descobri mais. Descobri que novela é um assunto comum para todo mundo em qualquer ocasião, seja formal ou informal. Também sou professor e quando uso exemplos de novela nas minhas aulas, todo mundo entende, o assunto flui.”

No entanto, Alexandre faz um alerta importante aos telespectadores. “A gente não pode se espelhar na novela, nem esperar que ela seja levada como parâmetros corretos de valores. As pessoas precisam filtrar bem o que é verdade e o que não é. Eu sempre tenho que explicar que pegar (uma traição) no flagra não é motivo para tirar todos os bens do companheiro. Não é bem assim que funciona (na vida real)”, diz advogado noveleiro.

Elas preferem futebol a BBB

Outro dado curioso da pesquisa é com relação aos reality shows. Em números, a ala feminina assiste muito mais futebol que os campeões de audiência “Big Brother Brasil” e “A Fazenda”. A médica Isis Marafanti não é fanática por futebol, mas ela não tem dúvidas entre assistir um reality show e uma partida do São Paulo X Corinthians. “Não tem nada de ‘reality’ nesses programas. A sensação que dá é que tudo é armado e combinado antes para proporcionar mais audiência. Fora que os valores dos participantes desviam dos valores da maioria da sociedade, numa forma nítida de controle social”, argumenta ela.

A pesquisa do Ibope foi feita entre as quatro principais emissoras abertas, Band, Globo, Record e SBT, e a fechada Record News. No ranking, os indivíduos foram divididos por faixa etária e sexo.

Os programas mais vistos na televisão brasileira em gêneros

Todos os indivíduos:

1º – Novela

2º – Minissérie

3º – Futebol

4º – Filme

5º – Reality Show

Homens:

1º – Novela

2º – Futebol

3º – Minissérie

4º – Filme

5º – Humorístico

Mulheres:

1º – Novela

2º – Minissérie

3º – Filme

4º – Futebol

5º – Reality Show

Homens e mulheres entre 4 e 17 anos

1º – Novela

2º – Minissérie

3º – Filme

4º – Futebol

5º – Infantil

Homens e mulheres entre 18 e 49 anos

1º – Novela

2º – Minissérie

3º – Futebol

4º – Filme

5º – Reality Show

Homens e mulheres com mais de 50 anos

1º – Novela

2º – Minissérie

3º – Futebol

4º – Saúde

5º –Auditório