Percival, do ‘Cidade Alerta’, nega que humor possa diminuir seu valor no jornalismo

Há 40 anos de profissão na área criminal, o comentarista Percival de Souza é peça importante do ‘Cidade Alerta’. Começou com comentários simples, principalmente no ‘Balanço Geral’, quando Marcelo Rezende trouxe ele exclusivamente para o jornalístico que é exibido aos finais de tarde.

O programa é marcado por seu teor sangrento, que é “quebrado” pelo humor observado entre a interação do comentarista e do apresentador. Por seu jeito “lento” e comentários rápidos, Rezende o colocou num trono fazendo graça e participando. Percival nega que o humor possa influenciar em sua capacidade de atuar no jornalismo.

A brincadeira tem um peso forte, mas sabemos a hora certa. Não me sinto diminuído por conta disso de jeito nenhum. Primeiro, temos uma história no jornalismo. Eu, por exemplo, ganhei quatro prêmios Esso, que é o Nobel do jornalismo brasileiro. Não é esse o parâmetro para medir“, disse o comentarista em entrevista ao UOL.

Marcelo sempre utiliza do humor para quebrar o "tédio" da longa duração de seu programa.  (Imagem: Divulgação/Record)

Marcelo sempre utiliza do humor para quebrar o “tédio” da longa duração de seu programa.
(Imagem: Divulgação/Record)