Pelégio do SBT compara dono do Ibope a Hitler e Saddam

SBT LogoCada vez mais o SBT passa por crise em sua audiência em vários programas, o jeito é achar algum culpado para toda esse história, e dessa vez não foi diferente e o culpado foi o IBOPE. Mas claro que todos afirmam que a empresa tem algo em parceria com uma TV no Brasil.

Na noite de domingo, Pelégio escreveu no Twitter que Montenegro é “farinha do mesmo saco” dos ditadores Adolf Hitler (1889-1945), Saddam Hussein (1937-2006) e Idi Amin Dada (1920-2003).

Pelégio apagou a mensagem logo em seguida, mas já era tarde _seguidores já tinham feito cópia (veja abaixo). Ontem (11), o executivo disse que “falou besteira no calor do momento”, mas manteve as suspeitas sobre o Ibope, tanto que deixou expostas na rede social outras postagens contra o Ibope, algumas em tom dramático.

“Chega uma hora que cansa ver profissionais dignos perderem o sustento e a saúde por conta de incompetência ou má intenção”, desabafou no Twitter. “Vi famílias que se desestruturaram por conta de números estranhos. O trabalho é sagrado para o homem. Eles [do Ibope] não têm noção do mal que fazem”, finalizou.

Mudança estranha

O diretor de planejamento artístico do SBT disse ao Notícias da TV que suspeita que o Ibope tenha feito alguma mudança na amostra e que isso tenha alterado a medição da audiência de TV aberta. “Alguma coisa está errada. O que funcionou até 31 de julho não funcionou mais a partir de 1° de agosto”, afirmou.

Segundo ele, a reprise da novela Rebelde caiu de sete para cinco pontos. O programa de Eliana, que marcava de oito ou nove pontos, baixou para seis. Pelégio também observa uma “estranha” queda nos números da Globo, principalmente na faixa vespertina e na novela Império.