Paulo Henrique Amorim deve indenizaro ministro do STF Gilmar Mendes

A 4ª Turma do Superior Tribunal de Justiça negou o recurso apresentado pela defesa do jornalista Paulo Henrique Amorim, condenado a indenizar o ministro do Supremo Tribunal Federal, Gilmar Mendes.

Em instâncias ordinárias, Amorim foi condenado a desembolsar R$ 50 mil por ter publicado uma nota afirmando que “comprar um dossiê” custaria R$ 25 mil, “comprar um jornalista”, de R$ 7.000 a R$ 15 mil, “um delegado da PF”, R$ 1 milhão, e “ser comparsa do presidente do STF – não tem preço”.

A defesa do jornalista argumentou que a decisão cerceia sua liberdade de expressão. Porém, o relator do caso, ministro Marco Buzzi, afirmou que “a liberdade de imprensa não autoriza ninguém a ofender a honra de outra pessoa”.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação