Parabéns Edgar Vivar, o senhor barriga

Iniciou sua carreira artística em 1964 e participou de cerca de 40 obras, que compreenderam autores vanguardistas e mexicanos; mas em 1970, quando realizava rádio-teatros, foi chamado por Roberto Gómez Bolaños para participar de seus programas cômicos. Foi então que conseguiu popularidade com os personagens Senhor Barriga, Nhonho e Botijão.

No teatro atuou em “Marcelino pan y vino” onde fazia o Frei Antonio e também atuou em “En Roma el amor es broma” e em comédias musicais como ” La casita del placer”. Atuou na comédia “Einstein y Picaso en un cafe de Paris” ,onde interpretou Sagot. Em 1976 protagonizou o musical “La Novicia Rebelde” (A Noviça Rebelde), e por mais de seis anos realizou “La Pastorela de Tepoztlán”. Além do êxito que alcançou com Chespirito, participou em várias telenovelas, entre as quais se destacam “Mundo de Juguete” e “Alguna vez tendremos alas” (1997), com produção de Florinda Meza, onde fazia o papel de Sebastian Medina. Filmou uma nova versão de “Zapata” que foi dirigida por Alfonso Arau, o mesmo dos filmes “Como agua para Chocolate” e “Calzonzin inspector”. No cinema participou de filmes como “¿No Oyes Ladrar los Perros?”, “En el Cine”, “El Chanfle”, “Don Ratón y Don Ratero” e a produção estrangeira “In and Out”.

Participou da zarzuela “Luisa Fernanda”, em um papel cômico com tons musicais. Com esta zarzuela fez uma turnê por Miami, Boston e outros lugares dos Estados Unidos. Também fez incursões profissionais na música, já que participou de um espetáculo produzido pelo “Teatro de Bellas Artes de México ” e na escola de Zarzuela de Madrid onde cantou com Plácido Domingo. Em 2000, trabalhou numa cara produção da Televisa, chamado “Plaza Sesamo 2000” (Vila Sésamo), onde interpretava um personagem chamado Don Boni onde também havia um tema de Edgar chamado “La Radio” que se incluiu neste programa e viajou com o genial “Circo de Noño y el Sr. Barriga”, um circo montado por Édgar em 1985. Seu circo tem equilibristas, cães amestrados, contorcionistas e ainda os monólogos de Nhonho e o Senhor Barriga. Em 1997 viajou ao Chile e instalou seu circo no centro comercial de Santiago. Édgar está muito ligado ao Chile porque sua bisavó nasceu na cidade nortenha de Antofagasta.

Em 1998 foi à Argentina com seu circo e se apresentou em Calchaqui e na rua 12 de Outubro, em Quilmes. Retirou-se dos palcos por problemas respiratórios, chegando até a ser internado. Tudo correu bem e em 2001 assumiu um cargo na Associação Nacional de Intérpretes (ANDI), um cargo muito renomado.10613051_696900173742361_1688420435015739287_n