“Pânico” perde quase metade do público em cinco anos

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Desde 2009, o “Pânico” perdeu quatro de cada dez telespectadores que tinha quando atingiu o seu auge na audiência. Em 2014, a atração tem marcado 5,3 pontos de Ibope na Grande São Paulo, sua terceira pior média da história e 42% menor do que a cinco anos.

Alguns humoristas e ex-profissionais da atração apontaram que uma das motivações para a queda de audiência seja a apelação excessiva e a concorrência. “Cada vez mais a briga por audiência está severa para todo mundo. É difícil”, apontou Sabrina Sato ao “Notícias da TV”.

“O humor que eles fazem é o mesmo, aquela apelação, com perguntas agressivas, sempre fizeram isso. Não há razão para cair. Vejo a queda como um todo. Todos nós estamos em um sufoco por audiência. Mas acho que está havendo um exagero nas bundas”, opinou Carlos Alberto de Nóbrega.

Já diretor-geral de conteúdo da Band, Diego Guebel, avaliou que a queda de audiência é apenas momentânea. “O Pânico na Band é um dos programas mais dinâmicos da televisão, sempre se reinventando com novos quadros e colaboradores. As mudanças no programa não são uma exceção e sim uma regra. São momentos, o programa tem uma trajetória de muitos anos. A Band sempre se preocupa com audiência.”