Padre Fabio de Melo confessa que o casamento gay é um direito

Em entrevista o jornal “O Globo”, o Padre Fábio de Melo confessou que sua ideia são consideradas progressistas dentro da Igreja Católica, algo fora do comum.

“A união civil gay é um direito, não tem nada a ver com religião, ninguém está pedindo para entrar de véu e grinalda na igreja”, disse ele. Com o título de ‘Padre Galã’, ele revelou à publicação que não costuma se preocupar com a aparência, mas sim com a saúde e, por isso, não deixa de praticar exercícios físicos”, contou.

Ele não parou por aí: “Minha vida é instável por causa das viagens, mas procuro encaixar minha rotina aí: minha missa, uma atividade física. Se estiver num lugar com a academia, gosto de fazer musculação, se não uma caminhada, corrida. Mas até os 32 anos (ele tem 44) não fiz nada. Até que, numa fase ruim de saúde, o médico me disse: ‘Você fica falando para as pessoas buscarem um estilo de vida melhor mas você não faz isso com você mesmo’. Mas não sou vaidoso. A única vaidade que poderia ter é por ser padre, e não tenho, porque não me sinto melhor que ninguém por isso. Mas gosto de saber que influencio a vida das pessoas, faço bem a elas. Adorei quando uma senhorinha em Guarulhos me disse: ‘O senhor é o meu Rivotril'”, relembrou.

Padre Fabio de Melo (Foto:Divulgação)

Padre Fabio de Melo (Foto:Divulgação)