Padre cantor Alessandro Campos recebe processo após “quebra de contrato”, Confira

O padre Alessandro Campos, termina o contrato com seu empresário e acaba sendo processado pelo mesmo por conta da quebra de contrato.

Leonardo Azevedo ex-empresário do padre Alessandro Campos, entrou com um processo contra o padre pedindo R$ 9,6 milhões. A ação, protocolada na semana passada na 2ª Vara Cível de Aparecida do Norte, refere-se a uma multa de anulação de contrato e a dívidas trabalhistas, que não teriam sido pagas pelo mesmo.

Segundo o empresário, o acordo foi assinado em março de 2014, com dez anos de exclusividade na parceria. Após desentendimentos, o contrato foi rompido, sob justificativa de falta de empenho na divulgação e clareza da prestação de contas.

Leonardo o ex empresário diz não ter recebido os 40% do acordo sobre a carreira do artista, referentes a shows e vendas de CDs. “Queremos o pagamento da rescisão sem justa causa, como já previa o contrato em cláusula. Provavelmente, depois de estourar, ele acertou parceria com terceiros e, por isso, decidiu rescindir. Tentamos uma conversa para evitar a ação, mas não conseguimos um acordo. Não é a primeira vez que isso acontece. Ele já havia sido processado pelo empresário anterior”, diz o advogado de Leonardo, Cláudio Corrêa.

“O padre alega que ele não tinha informações concretas sobre algumas prestações de contas e que o trabalho não estava sendo bem feito. Mas o problema é que não existia uma conta do Leonardo ou da empresa dele. Todos os depósitos eram feitos diretamente na conta do padre.”.

O padre é um dos maiores fenômenos da música brasileira na atualidade, o hits uma mistura de homílias e música sertaneja. Seu álbum mais recente, “O que É que Eu Sou sem Jesus”. Com missas lotadas e vestindo batina e chapéu de caubói, ele é uma das estrelas da TV Aparecida, apresentando o programa “Aparecida Sertaneja”.

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)