Os 4 maores vilões da TV aberta

Não tem como negar que os vilões são essenciais para o sucesso de uma novela. É através deles que o público se envolve emocionalmente com a trama.

Tem vilões para todos os gostos, como o engraçado e mimado Félix, de “Amor à Vida”, e o agressivo Marcos, de “Mulheres Apaixonadas”. Confira:

FELIPE BARRETO, DE “O DONO DO MUNDO” (1991)

O arrogante cirurgião plástico Felipe Barreto (Antônio Fagundes) foi um dos homens mais odiados na década de 90. Isso porque o médico apostou com um amigo que tiraria a virgindade de Márcia (Malu Mader), noiva de um de seus funcionários, antes da lua-de-mel. Após fazer de tudo para isso, Barreto consegue tal proeza e acaba com a felicidade do casal: depois de descobrir a traição, o funcionário Walter se suicida, enquanto Márcia se converte em uma mulher obcecada por vingança.

RENATO MENDES, DE “CELEBRIDADE” (2003)

Renato Mendes (Fábio Assunção) também conquistou o ódio dos telespectadores. O jornalista, que era editor de uma revista de celebridades, não mediu esforços para separar o pequeno Zeca do pai, o também jornalista Cristiano Reis (Alexandre Borges). No final da trama, o vilão acaba preso.

FÉLIX, DE AMOR À VIDA (2014)

Félix (Mateus Solano) conquistou o coração dos telespectadores. Mesmo tendo jogado a sobrinha recém-nascida em uma caçamba de lixo e ter feito da vida de sua irmã, Paloma (Paola Oliveira), um inferno, Félix ganhou o público por suas brincadeiras e bordões – quem não se lembra do ricaço vendendo hot-dog na 25 de Março?

ALBERTO, DE “FLOR DO CARIBE” (2013)

Alberto (Igor Rickli) fez de tudo para roubar a vida do seu melhor amigo, Cassiano (Henri Castelli). O empresário arqueou um plano para mandar o seu amigo para longe para, então, se casar com sua mulher, a doce Ester (Grazi Massafera). Porém, depois que Cassiano volta e reconquista tudo o que lhe foi roubado, Alberto enlouquece e tenta suicídio, mas é salvo pelos amigos de infância e se reconcilia com o casal.

(Foto:Divulgação)

(Foto:Divulgação)