O sertanejo Renner tem que pagar 2 milhões devido a indenização de mortes

1_renner_0108O cantor Renner, 42, da dupla com Ricck e Renner pode perder cerca de R$ 2 milhões até o fim do ano. A quantia é devido a indenizações referentes às mortes de duas pessoas em um acidente de carro ocorrido em 2001. Como ele não tem todo esse dinheiro bloqueado será conseguido por meio dos bens que não estão no nome do cantor, mas que a Justiça de São Paulo considerou que devem ser usados para o pagamento.

Essa alternativa foi escolhida, porque nada foi encontrado vinculado ao cantor, que está com as contas bancárias bloqueadas. Apenas os direitos autorais estão sendo recolhidos, o que varia entre R$ 7 e R$ 40 mil. A ação foi ganha pelas famílias envolvidas em 2007. Cerca de R$ 350 mil foram pagos aos parentes das vítimas. “É menos de 10% do valor total”, afirma o advogado de acusação, Paulo Ciccone, que buscou provar que o sertanejo repassou bens e negócios para terceiros e, assim, evitar perdê-los. Atualmente, Renner vive em uma mansão no Alphaville, em Barueri, na Grande São Paulo. A assessoria do cantor diz que ele não comenta o assunto.

O acidente ocorreu quando Renner bateu o seu veículo em alta velocidade na moto onde estavam o engenheiro químico Luís Antônio Nunes Aceto e a namorada dele, Eveline Soares Rossi em 20 de agosto de 2001, em Santa Bárbara D`Oeste, no interior de São Paulo.
No ano passado, o cantor pagou uma multa de R$ 244 mil e se comprometeu a fazer serviços comunitários para não ser preso. Ele foi condenado a três anos e seis meses de detenção.