MP condena grife de Luciano Huck por camisa que incentivaria a pedofilia

A marca de camisetas do apresentador Luciano Huck e o Ministério Público do Rio de Janeiro entraram em um acordo e estipularam uma multa para que ele se ausentasse judicialmente do possível crime de incentivo a pedofilia.

De acordo com o jornal O Globo, Huck terá de pagar uma multa no valor de R$ 15.760 referente a uma camisa infantil vendida em seu site.

Na frase da camisa infantil, teria estampado “vem ni mim que tô facin”, o que, de acordo com o MP, seria um incentivo claro a pedofilia (foto). A camisa era vendida pelo valor de R$ 59,90, e, após a polêmica logo foi retirada do site para vendas.