Morre em Recife aos 87 anos o escritor Ariano Suassuna.

Ariano

Morreu no final da tarde desta quarta-feira (23), às 17h15, no Recife, o escritor paraibano Ariano Suassuna de 87 anos. A notícia foi confirmada por meio um boletim médico divulgado pelo Real Hospital Português, onde o dramaturgo estava internado deste a última segunda-feira (21).

De acordo com o comunicado, Suassuna teve uma parada cardíaca provocada pela hipertensão intracraniana. Em agosto de 2013, o escritor havia sido internado no mesmo hospital em razão de um infarto. Depois de seis dias, Suassuna recebeu alta. Na época, o boletim médico divulgado informou que o quadro de saúde do dramaturgo havia evoluído clinicamente e que ele deveria continuar recebendo tratamento em casa.

Nascido em 16 de junho de 1927, em Nossa Senhora das Neves, hoje João Pessoa, Ariano Suassuna cresceu no Sertão paraibano. Desde 1990, ocupava a cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras, cujo patrono é Manuel Araújo Porto Alegre, o barão de Santo Ângelo Suassuna colaborou brilhantemente para a televisão e para o cinema.

Em 1999, Ariano teve a obra O Auto da Compadecida adaptada pela telinha, pelas mãos de Guel Arraes. Até abril deste ano, Suassuna foi secretário da Assessoria Especial do então governador de Permanbuco.