Mesmo sendo censurada pelo “Pânico”, Sabrina Sato parabeniza o programa

(Foto: Divulgação)

(Foto: Divulgação)

Neste domingo (28), o “Pânico” resolveu fazer mais uma brincadeira irônica com Sabrina Sato, e censurou o nome da ex-integrante do programa. Durante uma matéria, que marcava a volta do humorista Charles Henrique ao humorístico, um artista falou o nome da “japa”. Logo, Charles Henrique se preocupou em avisar a produção que o nome da apresentadora da Record não poderia ir ao ar. “Ele falou o nome dela, não pode. Ela está na outra emissora!”, avisou o humorista. “A gente corta na edição”, respondeu um produtor. Na matéria que foi ao ar, a produção colocou um “bip” quando o nome de Sabrina foi citado.

Esta não foi a primeira vez que o programa censura a apresentadora, e aproveitar para ironizar sua saída. Em várias oportunidades, o humorístico colocou uma tarja no rosto de Sabrina em algumas matérias, e coloca um “bip” sempre que seu nome é citado. Em uma reportagem que foi exibida logo no início desta temporada, o programa fez questão de explicar que o desenho de um veado que aparece com uma pinta na testa na abertura representa o símbolo da “traição”, nitidamente ironizando a saída da apresentadora.

No entanto, Sabrina parece não se importar muito com este comportamento do programa, e fez questão de parabenizá-lo pelos seus 11 anos no ar, que completou neste último domingo (28). “Parabéns para esse grupo que fez e faz história, trazendo alegria e informações há mais de 11 anos”, escreveu a apresentadora em uma rede social.