Maya Plisetskaya, bailarina russa morre aos 89 anos

A bailarina russa Maya Plisetskaya, 89 anos, veio a falecer neste sábado (2), em Munique, na Alemanha, a dançarina sofreu uma parada cardíaca.

“Maya” dançou por meio século e levou ao tradicional balé soviético coreografias modernas. Nascida em 20 de novembro de 1925, em Moscou. A dançarina conquistou um de seus primeiros êxitos com a representação, em 1947, de “O lago dos cisnes”.

O diretor do Bolshoi contou ter sido informado pelo marido da bailarina, segundo o diretor do teatro, (Vladimir Urin), disse à agência russa TASS, “os médicos tentaram de tudo, mas não havia nada que pudessem fazer.”.

Urin ainda disse que alguma semana tinha reencontrado com a “bailarina”, e relatou “ela estava saudável, fazia brincadeiras, mas bom, aconteceu, o coração da maior entre todas as bailarinas parou’”.

Maya ingressou no Bolshoi em 1943. Durante 50 anos, ela cativou o publico por onde passava, com toda suavidade nos pés ela encantava com suas apresentações. (descanse em paz “Maya Plisetskaya”).

(Foto: Reprodução/ Efrem Lukatsky /AP)

(Foto: Reprodução/ Efrem Lukatsky /AP)