Marrquezine diz que teve que se blindar, por causa de namoro com Neymar

bruna marquezine e neymar

Bruna Marquezine viu sua vida ser monitorada por toda a de imprensa no último ano. Notícias sobre seu temperamento difícil nos bastidores de ‘Em Família” começaram a sair em colunas especializadas e a atriz precisou mudar seu comportamento nas redes sociais.

Em entrevista ao jornal “Extra” desse domingo (13), Bruna, que está com 18 anos, falou sobre esse conturbado período de sua vida. “Eu me importava com tudo que falavam, tinha uma necessidade de me posicionar, de responder. E você começa a entrar numa neura e sofrer porque começam a relatar uma imagem que não é sua.Tudo que eu fazia tinha que ser calculado, e mesmo assim, sempre saía alguma coisa ruim. Desisti e comecei a me blindar”, revelou, acrescentando que chorava todas as noites.

A atriz conta que foi orientada a não publicar mais nada de sua vida pessoal, mas admite que não foi fácil aceitar. “Ficava irritada com o ‘não pode’. Não pode por quê? Eu tenho esse direito, é a minha vida. Eu quero divulgar, quero falar. Ficava nesse dilema, nessa coisa chata. Mas comecei a aprender… Se eu botar uma foto com a minha irmã, com meus amigos ou com o meu namorado, atraio muita energia ruim. Quanto mais feliz você está, mais inveja você atrai”, acredita.

A blindagem no entanto foi só dela. Recentemente, dois antes de entrar para a concentração da Copa, Neymar foi ao programa do Faustão e contou em rede nacional que eles tinham reatado. Os dois estavam separados desde o final de 2013. “O que tem demais em dois jovens namorarem, terminarem e voltarem? Virou um circo”, diz a atriz. “Acho surreal as pessoas falarem que a minha vida virou uma novela. Levo uma vida muito normal”, acredita.

Dois dias depois do anúncio de Neymar, ela foi visitá-lo na Granja Comary. Mas quem quer discrição não vai ao local mais visado pela imprensa mundial, o local de treinamento da Seleção brasileira para a Copa do Mundo. Porém, Bruna defende sua postura. “Não dá para namorar dentro de uma caverna. Nossa intenção não era esconder o namoro. É impossível isso. Não podemos deixar de viver. Por que no pouco tempo que a gente tinha de folga, a gente não pode sair para jantar porque vão nos descobrir? A gente não pode se trancar em casa e parar de viver porque vão comentar”, explica.

Essa semana, com o fim de “Em Família” no dia 18, Bruna se despede de Luiza, a primeira personagem rejeitada pelo público que a atriz faz. Mas ela não liga. “Se as pessoas estão sentindo raiva da Luiza, que bom, porque é sinal de que o público está acreditando no que está vendo”.

Bruna começou a carreira com 8 anos, quando viveu Salete em “Mulheres Apaixonadas”, outra novela de Manoel Carlos. Ao longo de sua carreira, ela sempre esteve acompanhada da mãe, Neide. Agora, com 18 anos, é a primeira vez que ela vai gravar no Projac sozinha. Pelo o que ela conta, não foi fácil. “Lembro que nos primeiros meses sem a minha mãe eu parecia uma lesma retardada aqui dentro. Não sabia fazer nada. Quando eu estava com fome, a minha mãe vinha com alguma coisa sem eu nem pedir. Sem ela, eu tive que aprender a ir buscar, ligar para algum lugar, resolver, né? Não tinha mais mamãe aqui e eu tinha que comer.”