Luiz Ernesto e Susana Bastos em exposição simultânea na galeria Emma Thomas

No dia 17 de julho, quinta-feira, às 18h, a Emma Thomas abre as exposições “Pintura Muda”, de Luiz Ernesto, e “Eixo”, de Susana Bastos. É a primeira vez que os artistas expõem na galeria e apresentam obras inéditas. A mostra fica em cartaz até 21 de agosto.
Em “Pintura Muda”, o artista Luiz Ernesto apresenta novos trabalhos desenvolvidos com fibra de vidro, resina, fotografia e texto, questionando suporte, materiais e os limites das categorias tradicionais da arte. As obras resultantes desse processo são peças híbridas, onde as fronteiras entre a pintura, o objeto e a fotografia não são claramente identificadas.
“Meu ponto de partida são fotos de objetos comuns do cotidiano. Coisas simples de uso diário, mas que retiradas de seu contexto e associadas às frases, são resgatadas de sua banalidade e quase invisibilidade. Estas sentenças não as explicam nem as descrevem, mas, juntos as suas imagens, decantam nelas sua dimensão poética”, explica o artista. Nos trabalhos desta mostra, além de utilizar o branco como cor dominante, Luiz explora os vazios nas imagens, buscando uma atmosfera de silêncio e reflexão.
Já a individual da artista mineira Susana Bastos, intitulada “Eixo”, tem a escultura como suporte para desenvolver trabalhos que reproduzem o universo físico e simbólico da natureza. A exposição mostra uma instalação com finíssimos troncos de bronze e espinhos de prata, que brotam no chão de cimento da galeria e se sustentam no espaço como pilares naturais que crescem em linha reta, vertical e ascendente.
Trajetórias do corpo, como objeto vivo, representação do ciclo natural e com devir incerto que se repetem em toda escala da natureza, são algumas das questões que aparecem no trabalho de Susana, questionando o controle e descontrole sobre a vida em constante movimento.

Luiz Ernesto
Luiz Ernesto é artista plástico e professor da Escola de Artes Visuais do Parque Lage. Ex- aluno desta escola, Luiz Ernesto foi seu diretor de 1998 a 2002. Em 1992, contemplado com uma bolsa de estudos pelo Conselho Britânico, passou um ano na Escócia, no Glasgow Print Studio onde desenvolveu uma série de trabalhos em diferentes técnicas de gravura. Em seus mais de 30 anos de carreira, já se apresentou em instituições nacionais e internacionais como Pinacoteca (SP), Museu de Arte Contemporânea – SP, MAC RJ-Niterói, MAM RJ, MAM Bahia, Sesi SP,Centro Cultural Banco do Brasil-RJ, Santander Cultural-RS, Palácio de Belas Artes – Bruxelas, Art Museum of Americas – Washington, V Bienal de Havana – Cuba e San Diego Museum of Art, entre outras.

Susana Bastos
Susana Bastos é uma artista mineira com formação em pintura pela EBA/UFMG e em Estilismo pela mesma instituição; também estudou na Central Saint Martins em Londres. Transitando entre moda e artes plásticas, suas pesquisas exploram o universo têxtil, material e pictórico, tendo a escultura como suporte. Os temas de seu trabalho atual abordam questões sobre a condição humana, finitude e sentimentos contrastantes.

Sobre a galeria Emma Thomas
A galeria Emma Thomas, das sócias Flaviana Bernardo e Juliana Freire, foi inaugurada em 2006 com o intuito de democratizar a arte contemporânea, modificando e adaptando as práticas do mercado a fim de aproximar a produção artística do público em geral. A galeria representa atualmente 14 artistas da nova geração. Em maio de 2012 ganhou o Prêmio de Melhor Galeria Jovem em Buenos Aires e em setembro de 2013 foi escolhida como segunda melhor galeria de São Paulo segundo a revista Época São Paulo. Além das mostras, projetos e feiras nacionais e internacionais, o novo programa da Emma Thomas promove o livre intercâmbio do conhecimento e do questionamento cultural.

“Pintura Muda”, de Luiz Ernesto e “Eixo”, de Susana Bastos @ Emma Thomas
Abertura: 17 de julho, das 18h às 22h
Período de exposição: de 18 de julho a 21 de agosto
Rua Estados Unidos, 2205, Jardins – São Paulo
Horário de funcionamento: segunda à sexta, das 11h às 19h, e sábados das 11h às 17h