Loja vende celular por um real e caso vai parar em delegacia

‘Não foi má fé’, disse o professor de história Aurélio Damião que ao encontrar um anúncio em uma loja da cidade de Guarabira na Paraíba quis comprar 4 celulares por apenas R$ 4,00 reais, o anúncio da loja tinha a seguinte frase: “Oferta imperdível Chip Vivo R$ 1 com aparelho”. Ao entrar na loja e pedir quatro celulares por apenas R$ 4,00 reais, os funcionários da loja claro negaram. Só que Aurélio resolveu levar o caso para delegacia.

Segundo Aurélio apenas com a presença do delegado o gerente da loja decidiu negocia com ele amigavelmente, ele não conseguiu levar o celular por R$ 1,00 real mas com a negociação junto com o gerente da loja o aparelho saiu por R$ 98,00 reais.

“O gerente falou que ia acabar saindo do bolso dele [o custo dos aparelhos]. Eu fiquei com pena e acabei aceitando a oferta de um celular. Não fiz para levar vantagem, não foi por má fé, até porque minha intenção era comprar quatro aparelhos e presentear amigos que não tinham, pessoas que trabalham comigo e que não têm condições. Acho que no final das contas acabei muito mais ajudando a loja alertando do que prejudicando”, disse o professor.

A loja ainda foi enquadrada no artigo do Código de Defesa do Consumidor (CDC) que prevê esse tipo de anúncio como propaganda enganosa.

“O artigo 37 do CDC é claro ao afirmar que é proibida a veiculação de informação inteira ou parcialmente falsa que induza o consumidor a adquirir o produto ou serviço. Seja informação relacionada diretamente ao preço ou não. Esse caso pode ser tratado perfeitamente como uma propaganda enganosa”, disse Maria de Jesus Pires, analista do direito do consumidor do Procon da Paraíba.

Anúncio feito pela loja (Foto: Aurélio Damião/Arquivo Pessoal)

Anúncio feito pela loja (Foto: Aurélio Damião/Arquivo Pessoal)