Leandro Andreo fala de amor em seu novo livro

Quem nunca foi criticado por amar demais? Aquele amor que cega e que, por mais que digam que é loucura, você continua e diz ser incompreendido. O poeta Leandro Andreo explica, através de lindos versos, esse amor incondicional.

Ouço dizer por ai que estou louco,
Com meu crânio oco,
Fiquei sem juízo.
Dizem duvidar que me regenero,
E que recupero
O meu prejuízo.

Creio que me julgam sem fundamento,
Com um argumento
Pra lá de batido:
Ao conhecer Ivvi, perdi razão
E em meu coração
Agiu o cúpido.

Esse trecho faz parte do livro Ivvi, lançado pelo escritor paulistano em maio. A obra traz uma verdadeira declaração de amor do autor por sua musa, que dá nome ao livro.