Lampard fica em 2015 na Europa e Provoca ira no Futebol EUA

“Será um desastre para a liga americana.” Foi assim que o ex-jogador e técnico Steve Nicol descreveu a decisão de Frank Lampard de ficar no Manchester City até maio e atrasar sua estreia pelo New York City.
O meio-campista tinha um pré-contrato assinado com o time americano e era visto como a grande estrela da agremiação para a temporada da MLS, a principal liga de futebol dos EUA.
A esperança dos americanos era já contar com Lampard a partir desta quinta-feira, mas na quarta ficou decidido que o inglês ficará em seu país natal até o fim da temporada europeia.

Foto:Divulgação

Nesta quinta, ele participou da vitória do City sobre o Sunderland (3 a 2) e marcou um gol.
Nos Estados Unidos, a decisão foi bastante criticada e vista como um sinal da fraqueza do futebol local, já que os interesses do New York City foram sobrepujados pelos do Manchester. Os dois clubes são comandados pelo mesmo grupo empresarial.
Entre a torcida da nova franquia, a notícia foi recebida de maneira indignada. Um grupo de torcedores publicou um manifesto em que crítica o fato de não poder contar com Lampard desde o começo da temporada.
“Muitos torcedores decidiram apoiar a equipe, compraram ingressos para a temporada e produtos licenciados sob a impressão de que Frank Lampard jogaria pelo New York City e não pelo Manchester City”, escreveu a torcida. “Muitos agora estão altamente indignados com essa decisão e nós apoiamos ações para vocalizar o descontentamento.”
A data exata da estreia de Lampard no clube de Nova York ainda não foi confirmada.

Lampard fica na Europa e Causa ira no futebol EUA.