Jornalista do jornal The New York Times visita presidio na Paraíba

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

Na última quinta-feira (21), a jornalista do jornal The New York Times, Taylor Barnes, esteve no Presidio Regional de Sapé, na Paraíba, onde produziu um documentário. O The New York Times, é o jornal mais lido no mundo.

Na ocasião foi produzida uma matéria especial com o gestor do presidio, Silva Neto, que falou sobre sua vida, como ocorreu o processo de ressocialização pelo qual passou e de como esse processo influencia hoje em sua gestão.

A jornalista Taylor Barnes visitou a cela IV do presidio, onde conversou com os reeducandos. Taylor foi acolhida pelos reeducandos com aplausos, música e poesia, ressaltando o que todo o Brasil já sabe: O Presídio Regional de Sapé respira ressocialização. Ela também visitou a Biblioteca Vital do Rego, recém inaugurada.

Taylor Barnes ficou encantada com os projetos de ressocialização desenvolvidos na Unidade Penal e chegou até a ensaiar um samba quando teve a oportunidade de assistir a apresentação do Grupo Pagodão Ressocializando, fruto do projeto ” A Música Liberta” coordenado pela professora Renata Medeiros, dentro do presidio. Para quem não sabe ano passado, o gestor Silva Neto, foi escolhido pela Revista e pelo Projeto ZAP, como o melhor gestor do sistema prisional no Brasil.

“A jornalista vem de muito longe para conhecer nossa história. Ela viu, ouviu e agora vai contar sobre nosso trabalho, que é árduo, mas, muito gratificante. Contar a história do Presídio de Sapé é plantar a ressocialização no mundo”, afirmou Silva Neto, que pediu para os reeducandos que fizessem uma oração pela jornalista Taylor Barnes.

Abaixo veja fotos da visita da jornalista ao presidio da cidade de Sapé-PB!

Jornalista Taylor Barnes acompanhada do gestor Silva Neto (Foto: Reprodução/Facebook)

Jornalista Taylor Barnes acompanhada do gestor Silva Neto (Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

Reeducandos orando pela jornalista (Foto: Reprodução/Facebook)

Reeducandos orando pela jornalista (Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)

(Foto: Reprodução/Facebook)