“Império”: Mãe de Maurílio é farsante

Nos próximos capítulos de “Império”, o público descobrirá que a suposta mãe de Maurílio (Carmo Dalla Vecchia) é uma farsante e também está envolvida no esquema contra José Alfredo (Alexandre Nero).

Tudo começará quando o Comendador for a São João Del Rey, em Minas Gerais, apurar mais informações sobre o rival. Josué (Roberto Birindelli) conseguirá a certidão de nascimento do biólogo no cartório e eles chegarão ao endereço de Jesuína Ferreira, a suposta mãe.

Na casa da senhora, eles saberão que, na verdade, trata-se de outro Maurílio. A mulher contará que o filho morreu no Rio de Janeiro e que uma pessoa misteriosa providenciou o traslado do corpo até Minas. Ela acrescentará que não conheceu o homem que ajudou o filho, apenas falou pelo telefone. O milionário, então, pedirá para ver uma foto de Sebastião Ferreira (Reginaldo Faria) e perceberá que não é mesmo que conheceu quando jovem.

O empresário deixará o local com a certeza de que alguém poderoso está dando ordens ao falso Maurílio. José Alfredo ficará pensativo na estrada, de volta ao Rio, até que mandará Josué voltar à casa. Ele pedirá a Jesuína para ver os papéis que autorizavam o translado do corpo. Ela dirá que assinou uma das duas vias e guardou. A senhora mostrará o documento e José Alfredo lerá o nome de Fabrício Melgaço.

– Era esse o nome do protetor do seu filho? – questionará o Comendador.
– Olhe, moço, não sei. Só vi o nome uma vez, escrito nesse papel.
– Mas, quando o tal sujeito ligou para dizer que seu filho tinha morrido, ele não se apresentou? Não disse o nome?
– Pode ser… Acontece que, se ele disse, não me lembro, e não é por mal, porque, no que ele falou que o meu Maurílio tinha levado um tiro, eu maluqueci! E a partir dali não ouvi mais nada. Na verdade, quem acabou falando com ele e acertando a vinda do corpo foi uma vizinha minha – responderá ela, acrescentando que a vizinha também morreu.
Sem saída, o empresário irá embora e imediatamente Jesuína entrará em contato com uma pessoa no Rio de Janeiro:
– É Jesuína, a mãe de Maurílio! Eu sei, você disse que eu só devia ligar em caso de urgência, mas acho que é urgente, sim. Veio um homem aqui querendo saber notícias do meu filho. Não, ele não disse o nome, mas eu ouvi o motorista chamar ele de… De quê, mesmo? Comandante? Não… Ah! Foi isso mesmo que você falou: comendador. Mas eu fiz tudo como combinamos.
Enquanto isso, José Alfredo comentará com Josué que tem certeza de que foi enganado:
– Para mim, está na cara que ela, essa dona Jesuína, foi orientada a contar só o que interessava a quem está por trás disso tudo. Vai ver esse Fabrício só se responsabilizou pelo traslado do corpo do filho da dona Jesuína. Ou seja, pode ser apenas mais um pau mandado. Mas, se ele existe mesmo, então a gente tem uma pista.

(Foto:Divulgação)

(Foto:Divulgação)